17 de out de 2012

2 Pensei que ali tinha chegado meu fim ...

Mas do que palavras... hoje vou dividir com vocês uma realidade, o testemunho de uma menina que esteve no fundo do poço e conseguiu enxergar uma luz. Desde já agradeço a Kamilla Barbosa por dividir conosco sua experiência e superação. 

Meu Nome é Kamilla Barbosa, tenho 23 anos de idade, sou da IURD à 7 anos e ex-obreira, porém me afastei por diversas vezes, e cada vez que me afastava, pior minha situação ficava, minha vida era uma pura ilusão, via vultos, ouvia vozes, sentia uma vontade de morrer, sumir, o vazio que sentia era terrivel, tinha sonhos/premonições de coisas ruins que aconteciam (mortes)...
com o passar do tempo comecei a gostar de ir pra festas, coisa que não suportava, e minha vida sentimental sempre foi um fracasso, me deixava levar pelas ''amizades'' que nada tinha de bom pra me oferecer, e fui afundando cada vez mais, sempre tinha oportunidade para voltar pra presença de Deus, realmente eu voltava, mas passava 2, 3 meses e me afastava novamente e assim foi por 7 anos. Comecei a ter desentendimentos frequentes com minha mãe, tive problemas no último ano da minha faculdade de fisioterapia e os problemas iam só crescendo e me sufocando, até chegar ao ponto em que joguei toda a culpa do meu fracasso em Deus e passei a não acreditar mas nele.
Foi quando em janeiro desse ano fui diagnósticada com câncer de ovário, o 4º CA mais agressivo e o que tem mais facilidade de se espalhar na região do abdome.. Fiquei desesperada, sem chão, não sabia o que fazer, chorava muito, achei que ali tinha chegado meu fim, mas eu estava enganada, pois eu lembrei de alguém que poderia me ajudar, o único que poderia me curar era o Senhor Jesus. E resolvi busca-lo, mas como? Se eu tinha o abandonado. Meu coração estava magoado com Deus, com algumas pessoas da IURD, cheio de tristeza e rancor.. Como chegar até Deus assim? Porém mesmo estando destruida espiritualmente e com o físico mal resolvi ir até a igreja e pedir uma orientação, foi quando mas uma vez fui recebida por Deus e pela Força Jovem Pará.
Comecei a buscar por minha cura, fazer correntes, porém mesmo passando por tudo aquilo eu continuava inconstante na fé, uma hora tava bem, crendo que seria curada, outra estava mal, achando que não ia conseguir e morreria. Comecei meu tratamento e tive que sair da cidade na qual eu morava  a 16 anos (Macapá-Amapá) para vir pra Belém, minha cidade natal para poder fazer o tratamento, não foi fácil, sofri muito, ja tinha passado por uma cirurgia e iria passar pela 2ª ja aqui em Belém, foram muitas madrugadas indo para o pronto atendimento com dor, cheguei a tomar medicações fortes como: Tramal e Morfina, fora o psicológico que estava abalado e em meio a muitas idas no médico eu sempre ia na IURD durante a semana, mas sempre na inconstancia de fé, até que chega a data da minha 2ª cirurgia. Antes de me internar eu tinha a certeza que não sairia viva daquele hospital, estava com muito medo, nervosa, meio sem fé, porque mesmo depois de tudo o que estava acontecendo comigo, mesmo sofrendo e estando no fundo do poço eu não conseguia me voltar pra Deus 100%. Mas naquele dia, resolvi tomar uma atitude, antes da minha internação fui a IURD e fiz uma oração onde pedi perdão pra Deus por te-lo culpado do meu fracasso, por chegar a desacreditar dele e por te-lo abondanado mesmo depois de ter feito um voto que jamais o deixaria e pedi pra ele me dar mais uma chance, pra ele me salvar que jamais eu o deixaria novamente, agradeci e levatei.. Pude sentir que a partir daquele momento eu conseguiria tudo em minha vida e assim foi. Fiz a cirurgia, ela seria ''barriga aberta'' porém o corte foi mínimo e a biopsia não deu nada, o médico disse que talvez nem precisasse fazer quimioterapia, porém a médica optou por fazer por uma questão de prevenção ja que na primeira cirurgia o tumor atestou ser maligno. Não vou dizer que foi fácil, pois a quimioterapia é um tratamento muito agressivo, perdi o cabelo e tive reações fortes, mas eu estava curada e nada mudaria aquilo, mesmo durante o tratamento de quimio eu estava firme com Deus, na fé, participava das reuniões de terça-feira, quarta-feira, domingo e as reuniões da Força Jovem. Antes de começar a quimioterapia fiz uma tomografia do tórax, onde atestou 2 nódulos um em cada pulmão, depois de uns meses tornei a fazer e os nódulos haviam sumido, o mesmo aconteceu com os cálculos renais e a H- pilory no estomago. EU ESTAVA TOTALMENTE CURADA!
Dia 10 de Outubro de 2012 tive alta médica, acabou, eu consegui, que felicidade, mais uma vez o Senhor Jesus se fez presente em minha vida, agradeço todos os dias por ter me dado a vida novamente. E depois dessa luta grande, eu venci e estou na fé. Sou da Força Jovem onde fui recebida em pedaços, mas la acreditaram em mim, não  olharam meu passado, se eu havia desistido um dia, apenas cuidaram de mim. Hoje posso dizer que estou bem, estou renovada, estou feliz, não vejo mais vultos, nem ouço vozes e muito menos tenho ''premonições'', amo meu Senhor Jesus, e meu prazer é poder ajudar jovens que acham que não existe saída, e mostrar a única solução, JESUS!                                                                                                                                            
Sou Líder do grupo de teatro Iluminart, Projeto Arte e Ação, um dos muitos projetos da Força Jovem Brasil. 
Jesus mudou minha vida!
(Meu cabelo ja está crescendo) ;)
Observação: Tenho um blog onde relata toda minha história: http://kamillabarbosa.blogspot.com.br/


Você que deseja dividir sua história, testemunho conosco e ganhar almas para o Senhor Jesus, envie um email para filhadafeh@gmail.com
COMPARTILHE!
Reações:
Categories:

2 comentários:

  1. É o Nosso Deus é Misericordioso e Fiel... Com Ele A Vitória é certa
    sempre... continue firme na fé Kamila, pois a tua fé te curou, vai
    e não pequeis mais, para que não aconteça coisa pior, jamais olhe pra trás, pois o diabo pede a tua alma todos os dias. bjssss, Parabéns pela Vitória.

    ResponderExcluir
  2. Sim claro, ñ abandonarei, pois Deus é amor, mas tmbm é justiça..
    Obrigada Lú! ;)

    ResponderExcluir