14 de ago de 2013

0 Meu Testemunho Parte I - A Queda

Fiquei na obra de Deus como obreira por 6 anos, depois de um certo tempo, a ansiedade sentimental tomou conta do meu ser, queria muito ser feliz nessa área, e nessa busca me esqueci do principal – minha comunhão com Deus, aos poucos não orava como antes, não lia mais a bíblia, não jejuava, não me envolvia com as coisas de Deus, o diabo esperou o momento certo, ele não tem pressa, quando eu estava totalmente carente conheci uma pessoa do mundo, mas ele parecia perfeito, foi tudo tão rápido, que em 15 dias estávamos namorando,cheguei para meu pastor e disse que estava namorando, ainda assim ele não me tirou da obra.
Depois de uns meses caí em pecado com meu namorado, não falei de imediato para meu pastor, não tinha coragem, mas depois de um tempo não aguentei mais a opressão e falei e então saí da obra, meu namorado que era‘perfeito’, mudou da água para o vinho comigo, e aí começou meu tormento, um verdadeiro inferno, que nunca imaginei que viveria, e o pior que era consequências das minhas próprias escolhas.

Moramos juntos, mas ele só ficava em casa de semana, quando chegava sexta-feira ele saía e só voltava no domingo a noite, era mentiras atrás de mentiras, a desconfiança da traição me atormentava dia e noite, mas eu tentava me convencer a todo instante que não, mas eu fiquei obcecada com isso,passei a viver em função dele, fiquei depressiva, enquanto ele sumia no fim de semana, eu passava dormindo, queria apagar pra não ver o que estava acontecendo diante de mim.

Tinha várias crises nervosas devido a tantas brigas, e o pior estava por vir, a confirmação da traição, e mesmo assim ele sempre negava daí meu chão desabou, e mesmo assim, não conseguia deixar ele, foi idas e vindas,eu achava que não sobreviveria sem ele.

Depois que terminei fiquei revoltada, com raiva e ódio de todos os homens, desacreditada, vi nas noites minha saída, baladas e festas regadas de bebidas, relacionamento sem compromisso, estava me afundando a cada dia, eu não me perdoava pelo que tinha feito a mim mesma, em ter deixado Deus por um homem que me humilhou, me traiu, então achava que Deus também nunca me aceitaria de volta. Eu desisti de mim, porque achava que minha alma já estava condenada.

PS: Nesse tempo todo eu nunca deixei de frequentar a igreja, mas deixei de 'ser' a igreja.

COMPARTILHE!
Reações:
Categories: ,

0 comentários:

Postar um comentário